O que é IPCA?

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) tem como objetivo mostrar o custo de vida de cada parte da população brasileira.

Ele é calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e tem um papel muito importante em nossa sociedade. 

Quer saber mais informações sobre o IPCA? 

Neste artigo, vamos explicar as curiosidades sobre o ICPA. 

  • Afinal, o que é o IPCA?
  • Para que serve e como é calculado o IPCA?

Continue lendo este texto e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto. 

Afinal, Para que serve o IPCA? 

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) tem como principal objetivo calcular a inflação de um grupo de produtos e serviços que são vendidos no varejo. 

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é responsável por fazer o cálculo mensal do IPCA. 

Para descobrir o número do índice, são avaliadas nove categorias. 

O conjunto é composto por alimentação e bebidas, habitação, artigos de casa, vestuário, transportes, saúde e cuidados pessoais, despesas pessoais, educação e comunicação. 

A avaliação ainda conta com mais 465 subcategorias. 

O IPCA acompanha a movimentação do preço em relação aos gastos das famílias que têm rendimentos entre 1 a 40 salários mínimos. 

Essa faixa salárial não foi criada de qualquer forma. O IBGE já explicou que ela foi definida para cobrir 90% da população que está situada nas áreas urbanas do nosso país. 

A coleta de dados ocorre de duas formas: ambiente online e offline. 

No online, é feito pesquisas para se aproximar do consumidor. 

Já no ambiente offline, os responsáveis pelo projeto vão até estabelecimentos (comerciais e de prestação de serviços), além de concessionárias de serviços públicos. 

Geralmente, o período de coleta tem início no primeiro dia do mês e termina no dia 30. 

O IPCA é válido em todo o território nacional. No entanto, ele tem mais eficácia nos locais onde é coletado. 

O IPCA utiliza os seguintes locais para determinar o índice: Belém, Belo Horizonte, Campo Grande, Curitiba, Distrito Federal, Fortaleza, Goiânia, Porto Alegre, Recife

Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Vitória. 

Além disso, o IPCA considera as seguintes categorias para encontrar o índice ideal: alimentação e bebidas, artigos de residência, comunicação, despesas pessoais, educação, habitação, saúde e cuidados pessoais, transportes e vestuário. 

Cada item tem um valor de porcentagem durante a avaliação. 

O valor do IPCA é registrado desde 1979. 

No entanto, ele se tornou um indicador oficial da inflação somente em 2000. Naquele período, o Conselho Monetário Nacional (Copom) foi o responsável por fazer essa determinação. 

Como é calculado o IPCA? 

O IPCA tem diversas funcionalidades para o nosso país. Uma delas é mostrar como está a modificação dos preços dos produtos e serviços no mercado. Isso é muito importante, pois ajuda a compreender de que forma o dinheiro evoluiu ao longo dos últimos anos. 

Na prática, funciona da seguinte forma. 

Imagine que você tenha disponível em seu banco R$200 e ele serve para comprar algum produto dos seus sonhos. 

Se daqui 5 anos, o real ainda for considerado a principal moeda do Brasil, nada muda. Nominalmente, os R$200 continuaram tendo o mesmo peso, sem nenhuma mudança. 

No entanto, esse determinado produto pode sofrer variações de valor. Se naquele período, o custo era R$200. Agora, ele tem chances de ser encontrado por R$300

As mudanças na economia mostram que o dinheiro não tem mais valor como antigamente, e os R$200 já não conseguem comprar o produto que você sempre sonhou. 

Ou seja: o dinheiro continua o mesmo, porém, o valor do produto sofreu uma grande alteração. 

Esses transformações na economia são denominados de “poder de compra” do dinheiro. 

A função do IPCA é justamente medir as mudanças que ocorrem com produtos e serviços, além de entender os impactos que as alterações trazem para o valor do dinheiro. 

Para se ter uma ideia, o IPCA ajuda a entender se o governo está agindo de acordo com as metas de inflação que foram estabelecidas. 

A comparação dos resultados pode ainda auxiliar o Banco Central na hora de estabelecer as políticas monetárias e as principais medidas econômicas. 

Se a inflação estiver com um valor acima do limite e os preços dos produtos aumentam em alta velocidade, o governo pode alterar a taxa Selic, que é conhecida como a taxa básica de juros. 

Essas estratégia traz alguns impactos como: limitar o crédito ao cliente, diminuir as compras e reduzir a inflação. 

Se a inflação não tem problemas, o Banco Central tem liberdade para reduzir a taxa de juros. 

Diante desse cenário, aumenta o crédito e o crescimento econômico. 

O IPCA é muito importante para os investimentos. Ele pode auxiliá-los em várias aplicações financeiras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
0 Compart.
Compartilhar
Pin
WhatsApp
Compartilhar